Pages

quinta-feira, 22 de março de 2012

"SE ALGUÉM TEM SEDE, VENHA A MIM E BEBA"


Essas palavras Jesus expressou por ocasião da festa dos tabernáculos. Essa festa acontecia no mês de setembro, no fim desse mês. Também era conhecida como a Festa da Colheita, pois era uma festa de ação de graças por todas as colheitas, quer dizer, da cevada, do trigo e da uva. O povo de Israel saía de suas casas e fazia tendas de paredes de ramos e coberturas de folhas de palmeiras, relembrando assim o tempo que passaram como peregrinos no deserto rumo a Canaã (Lev 23. 40-43).
Essa era uma comemoração histórica para o povo de Israel. Naquele momento, quando ricos e pobres, vindo com seus ramos ao templo, faziam como um corredor de palmas,e, o sacerdote, saía com uma vazilha de mais ou menos um litro e meio, enchia na fonte de Siloé, e voltando, derramava sobre o altar, enquanto o povo cantava Isaias 12.3: "E vós com alegria tirareis águas das fontes de salvação". Também davam graças a Deus pelas chuvas que lhes tinham proporcionado tão grande colheita.
Foi, exatamente nesse momento que ressoa a voz de Jesus: "Se alguém tem Sede, venha a mim e beba"(Jo 7.37). Jesus chamava a atenção dos judeus, que aquela água que o sacerdote buscava no tamque de Siloé, apenas saciava a sede material, mas, Ele poderia saciar a sede do interior do homem.
Quantos de nós, estamos preocupados apenas com os bens desta terra, porém, Jesus nos oferece o bem maior, a riqueza imensuravel, a salvação de nossas almas. Vamos pois a Ele!

Pr. Daniel Nunes

0 comentários:

Postar um comentário