Pages

terça-feira, 22 de março de 2016

EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE


Em meio as grandes turbulências da vida, Jó, conhecido como o patriarca da paciência, exclama: “Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra” (Jó 19.25). Redentor, do hebraico gôʼêl, libertador, protetor, defensor, redentor, justificador ou vindicador. É nesse Redentor que Jó tem esperança.
Interessante que Jó, mesmo passando por todo aquele turbilhão de provas. Que provas! Filhos mortos, bens dissipados, a esposa totalmente desequilibrada dado o quado sinistro que a família estava passando; mas Jó não perde a esperança em seu Redentor. Ele não diz que talvez. Não diz que quem sabe. Mas afirma categoricamente: “Eu sei que o meu Redentor vive”. Isso nos ensina muito. Estamos acostumados a tudo dar certo em nossa vida. E quando ouvimos que um cisco saiu do lugar já ficamos revoltados. Começamos a reclamar e até murmurar contra Deus. Começamos a colocar culpa em Deus e no mundo. Muitos por um parente que está enfermo, por uma casa que não conseguiu negociar, uma causa que está na justiça e não foi ainda julgada, uma hora que ficou na fila do consultório médico, um minuto que o semáforo não abriu, um dia sem comer carne, fazem um barulho tão grande, que parece que o mundo vai acabar.
Jó nos dá uma lição de fé. Uma lição aos cristãos modernos, que o lema é: vencer ou vencer. Ninguém quer medalha de prata. Somente a medalha de ouro serve. Os tempos modernos são assim: Ou Deus dá, ou Ele faz, ou Ele chega ou então Ele não é Deus. Ei amado, deixe-me te dizer algo: Deus, antes mesmo de fazer qualquer coisa. Antes de formar o mundo e todos os planetas. Antes de formar as lindas constelações. Antes de criar os seres mais belos angelicais, já existia eternamente como Deus. O Senhor Deus Todo-Poderoso, nunca deixou e nunca deixará de ser Deus. Ele nunca falhara em coisa alguma. Portanto, vale a pena dizer como Jó: “Ei seu que o meu redentor vive, e que por fim Ele se levantará sobre a terra”.
Quando Jó falou tais palavras, ele se referia que Deus julgaria a sua causa diante das acusações feitas pelos seus próprios amigos. Mas, deixe-me te dar uma noticias ainda mais importante. O nosso grande supremo Redentor, o Senhor Jesus Cristo, se levantou sobre a terra. Nasceu do ventre de uma mulher, cresceu, iniciou seu ministério, morreu pelos nossos pecados e nos redimiu das garras do diabo. Ele se levantou com grande força, e assim como Moisés, libertou e redimiu o povo de Israel das mãos de Faraó rei do Egito, Jesus nos libertou e nos redimiu das mãos do feroz inimigo, satanás, e do mundo. Assim nos escreveu Paulo: “o qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniquidade e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras” (Tt 2.14).
Confiemos, pois nosso Redentor é forte!


Pr Daniel Nunes da Silva

0 comentários:

Postar um comentário