Pages

terça-feira, 20 de setembro de 2016

QUANDO ENRIQUECERES NÃO TE ESQUEÇAS DE DEUS



Lendo a Bíblia como de costume pela manhã, me deparei com o seguinte texto: “E diz Efraim: Contudo, eu tenho me enriquecido, tenho adquirido para mim grandes bens; em todo o meu trabalho, não acharão em mim iniquidade alguma que seja pecado”; “Mas eu sou o Senhor, teu Deus, desde a terra do Egito; eu ainda te farei habitar em tendas, como nos dias da reunião solene”; “E falarei aos profetas e multiplicarei a visão; e, pelo ministério dos profetas, proporei símiles” (Os 12. 8-10).
Logo o Espírito de Deus bradou ao meu coração exatamente isso: Quantos que estão vivendo a síndrome do pronome possessivo: “Eu tenho me enriquecido; tenho adquirido grandes bens; meu trabalho; não acharão em mim”. Quer dizer: o sujeito alvo das profecias de Oseias, (no caso aqui, Efraim, que é o filho mais novo de José e os seus descendentes, aqui representando o reino do norte, a casa de Israel), estavam vivendo esse momento. Antes pequenos, pobres, dependentes de Deus. Agora grandes, ricos, cheios de bens materiais. Se gabavam que tinham adquirido com a força de seu próprio braço todas as suas riquezas. Mesmo que com balanças enganosas como apontou o profeta (12.7).
Isso nos faz também lembrar a igreja de Laodicéia: “... Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta...” (Ap 3. 17). Esqueceram-se do que Tiago falou: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança, nem sombra de variação” (Tg 1.17). João o batizador, disse: “...o homem não pode receber coisa alguma, se lhe não for dada do céu” (Jo 3. 27).
Isso serve para os pastores também. Quantos que ao iniciar seu ministério, oram, jejuam, buscam a sabedoria do alto. Humilham-se a cada dia na presença de Deus. Seus ministérios são frutíferos, As igrejas são edificadas. Não apenas falam, mas vivem incendiados nas chamas do Espírito Santo. Mas, com o passar do tempo, se acostumam com o ministério. Pensam que podem fazer a obra de Deus sem o auxilio do céu. Sem o poder do Espírito Santo. Tornam-se profissionais do púlpito. Falam aos outros, mas não vivem o que pregam. Falta amor, perdão, compaixão pelas almas perdidas. E quando alguém vai falar alguma coisa, logo dizem: Eu tenho tantos anos de ministério. Cheguei aqui com muito esforço. E por ai vai. Esquecem-se de que quem chama e capacita é Deus. Se Ele tirar a mão, o homem desce, se acaba e torna-se pior que cinza molhada.
Por outro lado, temos aqueles irmãos, que quando eram pobres materialmente, eram fieis ajudadores da obra de Deus. Ganhavam pouco, mas do pouco que ganhavam, colaboravam com a obra do Senhor. Mas, Deus foi benévolo com eles. Deixou-os adquirirem bens. Agora dão coices na igreja. Falam como se tivesses subido na vida puxando pelos cordões de seus próprios sapatos.
Pensei muito antes de escrever essas palavras. Tenho certeza que o primeiro a ser beneficiado por elas sou eu mesmo. Mas há um chamado forte de atenção de Deus para nós no versículo 9 de Oseias 12: “... eu ainda te farei habitar em tendas, como nos dias das reuniões solenes”. Sabe o que isso quer dizer? Se for preciso, para você voltar a olhar para as benevolências de Deus, para o favor de Deus, e prestar um culto verdadeiro a Deus, Ele vai fazer você perder tudo, e voltar a habitar em tendas novamente.
Estás muito seguro de si! Pensas que as pessoas vivem orbitando ao teu redor, e que tu és a estrela de primeira grandeza? Escute a voz do Todo Poderoso te dizendo: “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá?” (Is 43.13). Deixe-me te dizer: Ainda é tempo de reconhecer que o Altíssimo domina sobre o reino dos homens. Quem tem o cetro supremo, e assenta no alto e sublime trono é Ele. Os demais são súditos desse grande reino. “Lembra-te, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei e tirarei do seu castiçal, se não te arrependeres” (Ap 2. 5).
Interessante que Deus está interessado em ter um relacionamento mais íntimo e profundo com Efraim. Ele diz: “ falarei aos profetas e multiplicarei a visão; e, pelo ministério dos profetas, proporei símiles”. Que Deus é esse! Ah, fico estupefato com isso! Ele bem que podia virar as costas aos ingratos, soberbos, e possessivos efraimitas, mas não o faz. Ele chama a atenção, porém diz: Eu quero voltar a ter um relacionamento firme e duradouro contigo. Eu vou usar os meus profetas. Vou usar homens com visões. Ah meus amados, nosso Deus está falando isso tão forte ao meu coração. Ele está dizendo: Se o meu povo voltar, eu estou pronto a abraça-lo. Estou pronto a perdoar e continuar a abençoando e dando poder, vida, graça e unção. Volte amado! Volte ainda hoje. Volte agora. Reconheça que o Altíssimo domina sobre tudo e sobre todos. Que os bens materiais não sejam empecilhos para o seu relacionamento com O Pai O Filho e O Espírito Santo.
Que o Senhor continue falando ainda mais altaneiro em nossos corações.

Pr Daniel Nunes da Silva - servo

domingo, 18 de setembro de 2016

EXPECTATIVA



EXPECTATIVA

Ė seca, é terra.
Poeira, deserto.
Angustia, tristeza;
Ė fome por perto


Olhar que procura,
Buscando o infinito.
Algurio, desejo.
Está tudo esquisito.


O astro rei treme
O homem teme.
O porvir incerto,
O gado geme.


Os espinhos sufocam,
A terra desnuda.
O sertanejo clama:
Pedindo ajuda.


Caatinga desocupada,
A casa caiu.
Não há plantação.
O homem fugiu.


Lamurias no peito.
Sem paz, inquieto.
Será que sou homem,
Ou sou objeto?


Pra traz o passado.
A reminiscência.
Tempos de orvalho,
Na consciência.


Abatido, debilitado,
Esquálido, lânguido.
Falta-lhe o sangue,
O ar está cândido.


A fé não lhe falta.
O olhar em festa.
Fruição da esperança,
A última que resta.


O estio é longo.
A angustia aperta.
Mugido sem pasto,
É fome que cerca.


SOMENTE DEUS PODE MUDAR ESSA SITUAÇÃO
Daniel Nunes

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

REINA SENHOR EM MIM!



Senhor, mais uma vez venho ante Ti em nome de Jesus. Eu preciso e dependo de Ti inteiramente. Nada sou, nada sei, nada faço, nada tenho, nada recebo, que não provenha de Ti.
Sem Ti, sou como um pardal sem as asas, como uma fonte sem águas, como um trem sem trilhos, como um náufrago sem bússola, como um carro sem direção, como um céu sem estrelas, como um pintor sem tintas, tela nem pinceis. Sem Ti Senhor, a vida não têm cores, os alimentos não têm sabores. Sem ti Senhor falta ar nos pulmões; falta som nas cordas vocais, e falta sentido para viver.
Tu Senhor, na verdade é tudo isso. Não que eu seja panteísta. Mas Senhor: de que vale cores, águas, sabores, ouro e prata semTi? Tudo isso é apenas enfeite para o teu trono. De que vale um trono enfeitado sem um rei? Tu és esse grande Rei. Que reina e domina sobre tudo e sobre todos. Assim como Isaias te viu, assentado no alto e sublime trono, eu quero te ver Senhor, assentado sempre no trono em meu coração. Reinando, dominando, regendo, dirigindo e guiando o meus caminhos.

Reina Senhor em mim!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

CARTA DO MISSIONÁRIO RUBENS MENDONÇA - ARGENTINA

Pr. Daniel Nunes A paz do Senhor Jesus, quero expressar a nossa alegria de enviar este relatório dos trabalhos aqui no campo missionário na província de Mendoza nas cidades de Guaymallen, Las Heras, Maipú e Mendoza. Estamos bem Pela graça de Deus aqui na Missão, trabalhando e ganhando almas para o reino, que e o nosso objetivo aqui nessa nação abençoada por Deus e ensinando a palavra de Deus para com nossos irmãos Argentinos e outros de outras nacionalidades que congregam aqui na missão, estou enviado fotos de vidas que estão se entregando a Jesus nos cultos para que estejam Orando por estas vidas que são carentes de Jesus e para Deus fortalecer cada dia suas vidas espirituais. Irmã Natalia, a irmã que no mês passado pedimos oração por ela, Ela passou por mais uma cirurgia, os médicos falaram com a família dos riscos que poderia ocorrer na cirurgia, na primeira cirurgia foi cortada a veia aorta do coração, e tiveram que interromper e estancar a hemorragia, onde ela passou vários dias em coma, levantamos a Igreja num clamor em oração por ela para Deus fazer um milagre em sua vida, Deus atendeu o clamor ela saio de coma, mas permanecia internada esperando o momento de passar por mas uma cirurgia, a quinze dias ela passou pela cirurgia depois foi a UTI e agora ela esta na enfermaria esperando se recupera para voltar para casa, Deus e Fiel, eu agradeço a todos que estiveram orando pela irmã Natalia, São muitos os milagres as maravilhas que o Senhor Jesus tem feito aqui nos trabalhos. Estamos enviando fotos de vidas aceitando a Jesus como salvador aqui na missão, somos gratos por tudo que o Senhor Jesus tem feito por nós. Pastor sempre damos graças ao Senhor Jesus pela sua vida e a Sec. de Missões pela visão missionária em apoiar a obra do Senhor Jesus aqui na Argentina. Pr. Daniel Muito obrigado que Deus o abençoe a nossa COMEAD CGPB nossa SEMAD CGPB e todos os obreiros do campo e os dirigentes de congregações e todos agentes de missões pelo esforço que tem realizados em prol dos trabalhos missionários e pelas contribuições e orações em nosso favor. Que Deus o Abençoe Grandemente. Miss. Pr. Rubens Mendonça Filho e família!

domingo, 4 de setembro de 2016

O LÍDER E O CUIDADO COM SUA PRÓPRIA SALVAÇÃO

Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina: persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem” (1Tm 4.16).
Não se aparte da tua boca o livro dessa lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e então prudentemente te conduzirás” (Jo 1.8).
Desde a estatização da Igreja no século III, quando o imperador Constantino, (conhecido como o grande cristão de alma pagã) entrou para fazer parte do cristianismo, temos tido homens não salvos em meio a liderança da igreja. Apenas pensando em usufruírem do cargo, da posição e status oferecido.  Disse Paulo aos anciãos em Éfeso: “Porque eu sei isto: que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não perdoarão o rebanho; E que dentre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após sí” (At 20 29,30).
O pastor Hernandes Dias Lopes, em seu livro: De pastor para pastor, cita Richard Baxter, do século 17, dizendo que o mesmo já alertava para o fato de existirem pastores que precisavam nascer de novo. Paulo tinha uma grande preocupação com sua própria salvação: “Antes subjugo (esmurro) o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado” (1Co 9.27).
Julgo que hoje não é diferente! Sei que é um julgamento muito subjetivo, pois cada um conhece seu relacionamento com Deus. Porém, Jesus, o nosso Salvador e mestre por excelência, disse: “Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? “(Mt 7.16), e continuou dizendo: “Portanto, pelos seus frutos os conhecereis” (Mt 7.20).
Ser salvo não é apenas levantar a mão, passar algum tempo na igreja, ser batizado nas águas. Ser salvo é ter as obras de um salvo. Testemunho de um salvo. Como disse Paulo: “Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados” (Ef 4.1). E João complementa: “Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou” (1Jo 2.6). Há muitos que estão apontando o caminho da salvação para os outros, e eles mesmos nunca andaram por esse caminho (1Tm 4.2; 2Tm 3.1-5).
... assim também, operai a vossa salvação com temor e tremor” (Fil 2. 12).  A palavra “operai” vem do grego “katergodzomai”, que significa, produzir, conseguir, atingir. A fé, que no dizer de Judas, foi dada uma vez aos santos (Jd 3), é um principio vivo e ativo, o qual transforma o homem segundo a imagem moral e metafísica (gr. meta = além; physis = natureza física)  de Cristo. Paulo queria dizer o seguinte: “Depois de ter uma fé genuína; também deveis permitir e encorajar o Espírito, para que realize a sua obra; deveis ser verdadeiramente santificados; deveis realmente desenvolver as virtudes morais; deveis ser transformados; deveis viver a vida caracterizada pelo amor. Do contrário, não haverá salvação em vós”. (Champlin).
Nesse sentido, podemos dizer que Deus nos dá a semente, para que produzamos os frutos: “Cheios de frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para a glória e louvor de Deus” (Fil 1.11); “Porque por vós soou a Palavra do Senhor, não somente na Macedônia e Acaia, mas também em todos os lugares a vossa fé para com Deus se espalhou, de tal maneira que já dela não temos necessidade de falar coisa alguma” (1Ts 1. 8). Significando dizer, que os crentes de Tessalônica, operaram bem; desenvolveram bem a sua salvação.
Falando ainda da semente que Deus plantou em nós, através do seu glorioso Espírito Santo, nos recorremos as palavras do apóstolo Pedro, em sua segunda carta 1. 3-11.
v.3 “Visto como o seu divino poder nos deu tudo  o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou por sua gloria e virtude”;
v. 4 “Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”.
v. 5 “E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligencia, acrescentai à vossa a virtude, e à virtude a ciência”,
v. 6 “E à ciência temperança, e à temperança paciência, e à paciência piedade”,
v. 7 “E a piedade amor fraternal; e ao amor fraternal caridade.
v. 8 “Porque, se em vós houver e abundarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo”.
v. 9 “Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, nada vendo ao longe, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados”.
v. 10 “Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis”.
v. 11 “Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”.
O que podemos aprender nesse texto de Pedro, é que a semente da fé, contém tudo o que seja necessário para o desenvolvimento de nossa salvação (v.3). Portanto, aqueles que não conseguem desenvolver essas qualidades cristãs, são semelhantes a uma semente, que foi lançada na terra, e morreu sem produzir nenhum fruto.
Estamos acostumados a ensinar aos outros a produzirem frutos para Deus. Frutos que comprovem a salvação. Mas, será que estamos sendo exemplos disso? Escutemos Paulo: “Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores; dos quais eu sou o principal”. “Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nele para a vida eterna” (1Tm 1.15,16).
Outra coisa importante é não pensar apenas em ser exemplo, mas, sobretudo pensar também em nossa salvação, como algo precioso para nós mesmos. Precisamos também ser participantes do evangelho. “E faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele” (1Co 9. 23).
Para o obreiro que não cuidou de sua salvação o Senhor vai dizer assim: “... Mau e negligente servo; sabes que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei” (Mt 25. 26).
Mas para o obreiro fiel ele dirá: “... Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entre no gozo do teu Senhor” (Mt 25.21).
Cuidemos, pois, da nossa salvação! “E agora filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar tenhamos confiança, e não sejamos confundidos por ele na sua vinda” (1Jo 2.28).

Pr Daniel Nunes

domingo, 21 de agosto de 2016

MULHERES ADORANDO A DEUS COM EXCELÊNCIA

Maria de Betânia, a adoradora.
E aproximando-se dele uma mulher com um vaso de alabastro, com unguento de grande valor, derramou-lho sobre a sua cabeça, quando ele estava assentado à mesa” (Mt 26.7).
E, estando ele em Betânia assentado à mesa em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher que trazia um vaso de alabastro, com unguento de nardo puro, de muito preço, e, quebrando o vaso, lho derramou sobre a cabeça” (Mc 14.3).
Então, Maria, tomando uma libra de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus e enxugou lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do unguento” (Jo 12.3).

1.     Quem era essa mulher? Os três relatos, falam da mesma mulher, que era sem dúvida a irmã de Marta e Lázaro, conforme nos relata João. Ela era a mesma que ficou aos pés de Jesus, na sua própria casa, enquanto Marta fazia a comida (Lc 10.38-42). Ela amava ficar aos pés de Cristo, ouvindo e adorando-o.

2.    O material que ela usou na adoração.
a.     Vaso de alabastro. Uma espécie de mármore, branco ou translúcido. Era mais maleável que o próprio mármore. Um vaso, que começava arredondado, e terminava com um fino gargalo. O vaso já era muito caro. O material não era de Israel, mas sim, da Síria ou do Egito.
b.    Unguento de Nardo puro. Era o perfume dos reis e das rainhas. Importado da índia, em vasos de alabastro selados. Somente quando alguém muito especial chegava, o selo era quebrado, para exalar o perfume do nardo: “Enquanto o rei está assentado à sua mesa, dá o meu nardo o seu cheiro” (Ct 1.12).

3.    O rei Jesus estava lá na casa de Simão. Então, Maria, toma o vaso de alabastro selado, com uma libra de nardo puro (quase meio litro), e derrama sobre sua cabeça, que chega até seus pés. Imaginemos aquela cena! Ninguém adora a Jesus para passar despercebido. Notemos os acontecimentos após sua adoração:
a.     A casa se encheu de perfume (Jo 12. 3).
b.     Tem aqueles que criticam o adorador (Lc 7.39);
c.      Outros criticam como você adora (2Sm 6. 13-16,20);
d.     Há os que criticam porque você adora. Quer dizer, em vez de adorar, vá servir aos pobres! (Jo 12.5).
e.     E ainda, os que se preocupam com o tempo, e com a quantia gasta na adoração (Mt 26.8).
f.       Davi nos exorta dizendo: “Servi ao Senhor com alegria”(Sal 100.2);
g.     Quem não adora é um crente estéril (2Sm 6.23).

4.     O crente como adorador.
a.     Nosso coração é esse vaso de alabastro. Precisa ser quebrado. Isso fala da humilhação. Do descer do pedestal do eu e da arrogância. O homem gosta de ser louvado, adorado.
b.     Quebrar o vaso fala também de uma adoração completa. Ela poderia apenas tirar o selo e pingar o nardo, mas ela não fez assim. Ela quebrou o vaso. Quer dizer: o Senhor merece toda nossa adoração: 
Quantos que oferecem o resto de sua adoração.
O resto de tempo, o resto da dedicação, o resto do compromisso, o resto da atenção, o resto das forças... Será que é isso que Jesus merece? Ele deu tudo dele. Deu tudo que tenho, tudo que sou. Tudo provem dele. A vida provém dele!
c.      
d.     A adoração é o perfume de nardo puro que, quando o gargalo do vaso de alabastro é quebrado, é derramado aos pés de Cristo, o Rei dos Reis (Rm 12.1; 1Co 10.31).

5.     Como é o verdadeiro adorador por excelência?
a.     Adora quando come, e quando jejua;
b.     Adora quando veste. Com seu corpo adora ao Senhor (1Co 6.20).
c.      Adora quando vem para a igreja (Sal 122.1);
d.     Adora com sua alma (Sal 103.1);
e.     Adora quando volta da igreja;
f.       Adora quando ora;
g.     Adora quando canta: “Eu te louvarei Senhor de todo o meu coração; na presença dos deuses a ti cantarei louvores” (Sal 138.1).
h.     Adora quando chora: Paulo e Silas na prisão (At 16. 25).
i.       Adora quando ganha (1Sm 2.1 e ss).
j.       Adora quando perde: “Então, Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou, e disse: Nu saí da ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o Nome do Senhor” (Jó 1. 20,21).
k.     Adora quando anda (2Rs 4.9; Mt 5.16).
l.       Adora mesmo antes de receber: A mulher siro fenícia (Mt 15.25).


Um verdadeiro adorador é um receptáculo das bênçãos do Senhor.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

A ORIGEM DAS OLIMPÍADAS



Há no mundo grego um panteão de deuses, chamados de “olímpicos”. Estre os quais estão o deus Zeus e sua terceira mulher a deusa Hera. Porém há uma lista não pequena de outros que são adorados nas olimpíadas: Atena, Ártemis, Apolo, Hermes, Ares, Dionisio, Afrodite, Demeter, Hefaístos, Posêidon, Héstia, Prometeu, etc. Nota-se então que há deuses para todos os gostos.
São chamados jogos olímpicos ou olimpíadas, por ter tido seu inicio na cidade de Olímpia na Grécia Antiga. O objetivo era homenagear ao deus Zeus e sua mulher Hera. Os homens prestavam homenagem a Zeus, e as mulheres a deusa Hera. 
Desde os tempos mais remotos, os vencedores já recebiam as coroas de louro, ou de folhas de oliveira. Porque a coroa de louro? Conta-se que havia uma divindade muita bela nos bosques, que se transformou em uma planta de louro para fugir do deus Apolo. Então, encolerizado, Apolo fez uma coroa dos ramos de louro, e, colocou sobre sua cabeça para representa-lo. Desde então, os vencedores são coroados com folhas de louro.
Zeus, o deus mais adorado e que mais simboliza as olimpíadas, segundo a mitologia grega, era filho caçula dos Titãs Cronos e Réia. Zeus derrotou os Titãs, e tornou-se rei dos deuses. Era ele quem governava os deuses que viviam no monte olimpo, assegurando a justiça e presidindo a ordem social. Segundo reza a lenda, Zeus teve três esposas: Metis, Têmis e Hera, e muitos outros casos com deusas, ninfas e mulheres mortais.
Se fôssemos historiar tudo, a matéria se tornaria enfadonha, mas quero apenas falar da tocha olímpica, que chega na frente, como que trazendo vida para as competições. Tudo tem um significado idolátrico. Diz que o deus Prometeu era o protetor da humanidade. Quando Zeus e os homens encontraram-se para partilhar comida, Prometeu tramou para que Zeus levasse os ossos e deixassem a carne para os humanos. Zeus reagiu tirando o fogo da terra. Mas Prometeu foi até a forja de Hefaístos (filho de Zeus, o deus vulcânico) e roubou um pouco de fogo para os homens. Quando então se acende a tocha olímpica, se presta uma adoração a Prometeu, mesmo que se faça de forma inconsciente.
Sei que muitos crentes em Jesus Cristo de maneira inocente, sem saber as raízes dos jogos olímpicos, estarão assistindo e torcendo pelos competidores. Há até crentes competindo lá dentro. Mas, não podemos calar diante da verdade da Palavra: “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2). “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2.15).
Amados, tenhamos a certeza: por mais que os jogos olímpicos possam trazer dividendos financeiros para o país; por mais que torne a cidade do Rio de Janeiro e o Brasil conhecidos lá fora; Por mais que promova a integração social, eles veem carregados de idolatria, mitologia e coisas que desagradam ao único Deus verdadeiro. Disse o Senhor: “Vós sois as minhas testemunhas diz o Senhor, e o meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu Sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá”. “Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador”. “Eu anunciei, e eu salvei, e eu fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor Deus”. “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa escapar de minhas mãos: operando eu, quem impedirá?” (Is 43. 10-13).
Temos que decidir de que lado estamos. Ninguém pode servir a dois senhores. Ou servimos a Deus dos céus, ou servimos aos deuses do olimpo. Ou carregamos a tocha do Espírito Santo em nossos corações, ou a tocha de Prometeu. “... escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses do amorreus, em cuja terra habitais: porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24.15).
Faça a sua própria reflexão e tire suas conclusões sobre o assunto.


Pr Daniel Nunes