Pages

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

PR DANIEL NUNES PARTICIPARÁ COMO PRELETOR DA ESCOLA BÍBLICA DE OBREIROS EM CURITIBA-PR




De 24 de fevereiro à 01 de março de 2017 acontecerá no templo-sede da Assembleia de Deus em Curitiba, Paraná, sob a liderança do pastor Wagner Tadeu dos Santos Gaby, a Escola Bíblica de Obreiros 2017; os preletores desta edição serão os pastores; Antonio Gilberto (RJ); Eude Martins (SP); Claudionor de Andrade (RJ); José Prado Veiga, líder da AD Ministério do Belém no Itaim Paulista (SP); Daniel Nunes, Campina Grande (PB); Océlio Nauar (PA) e José Lopes (EUA). A sede da IEADC esta situado à Rua Senador Xavier da Silva, 467, Centro Cívico. jogo do texto 2

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

O CERTO E O ERRADO



1.     VOU LOUVAR UM HINO (ERRADO). HINO NÃO É DEUS PARA SER LOUVADO. VOU LOUVAR A DEUS COM UM HINO (CERTO)

2.     VAMOS ORAR PELA PALAVRA (ERRADO). A PALAVRA NÃO ESTÁ DOENTE PARA RECEBER ORAÇÃO. VAMOS ORAR AGRADECENDO A DEUS PELA PALAVRA (CERTO)


3.     VAMOS ORAR PARA QUE DEUS POSSA (ERRADO). DEUS NÃO PRECISA DE ORAÇÃO DE NINGUÉM, POIS ELE PODE TUDO. VAMOS ORAR PARA QUE DEUS FAÇA, OU PARA QUE DEUS VENHA FAZER (CERTO).

4.     FIQUEM EM ESPÍRITO DE ORAÇÃO (ERRADO). ORAÇÃO NÃO TEM ESPÍRITO. FIQUEM ORANDO EM ESPÍRITO (CERTO).


5.     A PAZ DO SENHOR, AMÉM (ERRADO). O AMÉM QUEM DEVE DIZER É A IGREJA QUE VOCÊ ESTÁ SAUDANDO.  A PAZ DO SENHOR (CERTO) E A IGREJA QUE RESPONDE AMÉM.



Pr Daniel Nunes - Presidente

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Ex-homem mais rico do Brasil oferece moedas de ouro no valor de 700 mil reais para Iemanjá em tentativa de voltar à glória passada


Julio Severo
Outrora o homem mais rico do Brasil, Eike Batista recorreu, pelo que se afirma, a um ritual afro-brasileiro na esperança de reconstruir seu império multibilionário, jogando ouro no Oceano Atlântico.
Eike Batista, em sua glória passada
O empresário extravagante, que sofreu uma das maiores falências pessoais e financeiras na história empresarial, lançou mais de 700 mil reais em moedas de ouro nas ondas do mar perto da costa da praia de Ipanema no Rio de Janeiro no mês passado depois que um médium e sacerdote da umbanda o aconselhou que ele precisava aplacar a deusa Iemanjá, conhecida como rainha dos mares. A umbanda é uma das várias religiões afro-brasileiras que seguem crenças politeístas sincréticas que se baseiam em tradições espirituais africanas misturadas com elementos católicos romanos.
Os católicos brasileiros são muitas vezes sincréticos, abertamente indo para a missa nos domingos, mas secretamente indo para rituais afro-brasileiros na sexta-feira.
No passado, Eike usava médiuns para guiar seus negócios, mas suas superstições foram incapazes de impedir a maré de azar. Em 2013, quando a economia brasileira começou sua pior recessão em mais de duas décadas, Eike perdeu 99 por cento de sua fortuna multibilionária. Depois de médiuns e azar, ele está buscando mais do mesmo.
Fretando um iate, ele foi ao mar para realizar uma cerimônia afro-brasileira que envolvia colocar moedas de ouro numa oferenda de flores, perfume, champanha e uma estátua de Iemanjá. O sacerdote da umbanda dirigiu rezas, meditação e canções repetitivas, profetizando que a volta de Eike ao topo ocorrerá “numa questão de meses.”
Sacerdotes da umbanda geralmente recebem grandes somas para realizar suas cerimônias para os ricos. Eike não quis comentar quanto pagou ao sacerdote da umbanda.
Ele também não quis fazer nenhuma menção de pentagramas e quantos animais foram sacrificados. Contudo, um adepto faz qualquer sacrifício para ter seus desejos realizados pelos espíritos afro-brasileiros.
Independente da filiação ideológica, muitas personalidades brasileiras proeminentes recorrem à feitiçaria em busca de socorro, poder e riquezas. Em 2012, até o governo dos EUA havia convidado uma médium brasileira para desviar a Supertempestade Sandy. Mas o esforço foi inútil.
Em sua viagem de 2008 ao Brasil, a secretária de Estado dos EUA Condoleezza Rice, uma direitista republicana presbiteriana, fez um esforço para honrar as religiões afro-brasileiras como um legado rico de brasileiros de origem africana.
Com informações do DailyMail

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

NADA É MELHOR QUE ISTO

Hoje, 01 de fevereiro de 2017 completo 53 anos de vida. Nasci em uma família de raízes católica romana, porém, meus pais já tinham aceitado a Jesus como Salvador de suas almas. Eles já eram crentes na pessoa bendita de Jesus. Por isso mesmo, fui criado em um berço cristão evangélico. Louvo a Deus todos os dias, por ter tido uma criação onde se lia a Bíblia todos os dias. Onde a oração era a base para todas as nossas conquistas. Orava para plantar, para colher, para cozinhar para comer, para viajar, ao chegar de viajem. Orava quando estava doente para Jesus curar, e orava para agradecer quando Jesus curava, etc.
Porém, até certa idade, eu pensava que seria apenas isso. Mais um garoto, filho de pais crentes, que seria criado na igreja. Tocaria algum instrumento, cantaria no coro e ajudaria em alguma coisa na obra. Mas não foi. Nunca esqueço o dia, que ao terminar o culto na casa do irmão José Lino (Juca), o pastor da igreja Batista de Altônia, PR, o pastor Bispo, me chamou para junto dele, me deu um abraço bem apertado, e disse para o meu pai: “Deus tem uma grande obra na vida desse menino”. Naquele momento aquelas palavras não tiveram muito significado para mim, pois, assim como Samuel, eu era muito jovem para entender a voz de Deus.
Os tempos passaram, e pouco a pouco sentia uma atração maior pela Bíblia. Até os meus 20 anos de idade, já tinha lido a Bíblia dez vezes. Tinha uma sede muito grande pela pregação. Logicamente que fui ajudado por homens que Deus foi colocando em meu caminho. Eles foram como artesãos, que usados por Deus, iam tralhando o meu caráter com o formão da Palavra. Não posso negar que meu pai, foi o que mais fez isso. Ele abriu as portas para muitas oportunidades em meu ministério. Ele sabia o projeto de Deus para a minha vida.
Comecei a pregar ainda muito novinho. Hoje confesso que não tinha ideia o que era de fato pregar a Palavra de Deus. Os tempos passaram, e a primeira pregação para uma grande multidão foi na capital do Paraná, na cidade de Curitiba, em um congresso Infanto juvenil no templo central da Assembleia de Deus. Aquele dia, senti o peso da responsabilidade de ser chamado de pregador do Evangelho. Porém, a partir desse dia, não parei mais de pregar. Estou falando do ano de 1979. Faltam apenas dois anos, para que essa tão importante data feche a casa dos quarenta anos de atividade de pregação.
Sempre busquei a presença de Deus. Sou daquele tipo de crente, que sabe que sem a presença de Deus ativa e atuante em nós, não somos nada. Sei com todas as forças de minha alma, que ninguém realiza nada na obra do Senhor, sem essa real presença. Como disse João o Batista: “O homem não pode receber coisa alguma, se  lhe não for dada do céu” (Jo 3.27). Pura verdade! Esses dias um de nossos obreiros me perguntou se eu tinha a mensagem gravada de memoria. Respondi-lhe que não. Eu sei o que o Espirito Santo quer que eu pregue, mas não sei exatamente o que vou falar. Tenho os textos sagrados comigo, e, dependo exclusivamente da graça de Deus para expor a Santa, perfeita e poderosa Palavra de Deus.
Sou daqueles pregadores que ainda creem que Deus quer falar com seu povo. Creio também que Ele tem uma mensagem específica para alguém naquela ocasião. Por isso a grande responsabilidade do pregador estar totalmente afinado com a vontade de Deus, e não com seus esboços, ou sua vontade. Devemos deixar Deus falar ao povo através de nós. Somos apenas instrumentos usados pelo Grande, Eterno e Soberano Deus, que sabe, conhece, sonda e esquadrinha todos os corações.
Concluo minhas palavras, com as palavras proferidas pelo apóstolo Paulo, que disse: “Porque, se anuncio o Evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho” (1Co 9.16).
SER CHAMADO PARA PREGAR O EVANGELHO: NADA É MELHOR DO QUE ISTO!

domingo, 15 de janeiro de 2017

ARMINIANOS DE CORAÇÃO SABE POR QUE SE DEVE EVANGELIZAR



1.     Devemos evangelizar por que todos pecaram e destituídos estão da gloria de Deus. Antes que o homem tenha um encontro com Jesus ele está totalmente destituído da gloria de Deus. Foi assim que nos ensinou o apostolo Paulo em Romanos 3.23: “Porque todos pecaram e destituídos estão da gloria de Deus”. Disse ainda, que para se tornar filho de Deus e cidadão dos céus, se faz necessário ter esse encontro com Jesus: “Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto” (Ef 2. 13),
2.     Devemos evangelizar por que Jesus morreu por todos os homens, pois Deus não faz acepção de pessoas. Disse Pedro na casa de Cornélio: “E abrindo Pedro a boca, disse: reconheço por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas” (At 10. 34). O próprio Cristo, em sua conversa com Nicodemos disse: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16), e ratifica: “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele” (Jo 3.17). Ele não disse que uma parte do mundo seria o alvo de Deus, mas sim o mundo em sua totalidade é o alvo de Deus. Vejamos ainda o que disse Paulo a seu filho na fé Timóteo: “Esta é uma palavra fiel e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores dos quais eu sou o principal” (1Tm 1.15); “Que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecido da verdade” (1Tm 2.4).
3.     Devemos evangelizar por que a expiação é ilimitada. Deus tem graça preveniente e suficiente para todos os pecadores. Jesus morreu por todos os homens. Mesmo sabendo que nem todos os homens aceitarão a fé salvadora, Deus anuncia que todos podem e devem se achegar a Ele. “Porque para isto trabalhamos e lutamos, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis” (1Tm 4.10).
4.     Devemos evangelizar por que o homem, ao ouvir a Palavra de Deus, pode tomar a sua própria decisão de seguir a Cristo.De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus” (Rm 10.17). Jesus disse: “...: se alguém que vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lc 9.23). Disse Tiago: “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós....” (Tg 4.8). Portanto, a decisão de aceitar ou rejeitar a chamada é inteiramente do homem, pois a parte de Deus foi feita, quando enviou seu filho para morrer na cruz do calvário, para morrer por nós, provando assim o grande amor de Deus por toda a humanidade: “Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Rm 5.8).
5.     Devemos evangelizar por que um dia a porta da graça se fechará, não tendo mais tempo para o arrependimento dos pecadores.Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam, porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do varão que destinou; e disso deu certeza a todos ressuscitando-o dos mortos” (At 17. 30,31). Vejamos bem o texto, que Deus chama a todos os homens de todos os lugares. Estaria Deus blefando, ou enganando a alguns dos homens, já que ele teria os seus escolhidos já separados de antemão? Não. Deus não mente. Deus é verdadeiro. Portanto, o tempo é agora, como disse Paulo: “Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável e socorri-te no dia da salvação; eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação” (2Co 6. 2).
6.     Devemos evangelizar por que não sabemos que vai aceitar, ou quem vai recusar o convite da graça, já que Deus deu ao homem livre escolha. Ninguém vai poder colocar a culpa no Pai Eterno dizendo que não teve oportunidade. Disse o escritor aos Hebreus: “Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos, depois confirmada pelos que a ouviram” (He 2.3); disse mais: “Portanto, como diz o Espírito Santo, se ouvires hoje a sua voz, não endureçais o vosso coração, como na provocação, no dia da tentação no deserto” (He 3. 7,8). Jesus chama a todos os homens dizendo: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mt 11.28). Cabe ao homem fazer a escolha certa. Moisés colocou diante dos filhos de Israel dois caminhos, o caminho da vida e o caminho da morte, mandou-lhes que escolhessem: “Os céus e a terra tomo hoje, por testemunha contra ti, que te tenho proposto a vida e a morte, a benção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua semente” (Dt 30. 19). Deus dá oportunidade para todos os homens fazerem suas próprias escolhas.
7.     Devemos evangelizar por que essa é a missão que Jesus deixou para seus discípulos na terra.E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”(Mc 16.15,16); “Porque se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho” (1Co 9.16); “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Rm 10. 14).


Glorias sejam dadas unicamente ao nosso Deus.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

PROGRAMAÇÃO DA CONVENÇÃO EM 2017 NA CIDADE DE CAMPINA GRANDE/PB


A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande (IEADCG) realiza durante os dias 22 a 26 de janeiro a Convenção 2017, que envolverá membros e congregados de toda a Paraíba. A programação engloba a 14º Escola Bíblica de Obreiros (EBO), a 48º Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Convenção de Ministros da AD em Campina Grande e no Estado da Paraíba (COMEAD-CGPB) e a comemoração dos 67 anos de inauguração do Templo Central.
Para este ano o tema escolhido foi “Exercendo um ministério que glorifique a Deus”, que baseia-se no primeiro livro do apóstolo Pedro em seu capítulo 4, versículo 11.
“O apóstolo Pedro nos fala que devemos trabalhar de forma que o nosso ministério glorifique a Deus. Muitas pessoas que trabalham dentro do ministério hoje, pregadores, pastores, liderança, trabalham apenas para serem vistos e não estão preocupados com a glorificação do nome do Senhor. Mas Paulo disse que tudo quanto fizermos, quer comais, quer bebais, devemos fazer para a glória de Deus. Então, que o nosso ministério também seja um ministério que venha glorificar o nome do Senhor”,explicou o pastor presidente Daniel Nunes da Silva.
Os estudos bíblicos serão ministrados no período da manhã para obreiros e esposas inscritos no evento. As inscrições foram iniciadas em novembro do ano passado e seguem até o dia 23 de janeiro, na abertura da EBO.
Espaço de Eventos tomado por participantes da última ConvençãoA festividade da IEADCG contará com a participação de pastores presidentes de Convenções do Nordeste, além do Pr. José Wellington Costa Júnior, presidente do Conselho Administrativo da CPAD e Vice-presidente da Assembleia de Deus em São Paulo (Ministério do Belém). Dentre os palestrantes estão o Pr. José Carlos de Lima (PB), Pr. Gilvan Rodrigues (PB), Pr. Ailton José Alves (PE), Pr. Roberto José dos Santos (PE),  Pr. Jairo Teixeira (AL), Pr. Eduardo Lopes (SP), Pr. Erivaldo de Jesus (SP), Pr. Lucifrancis Barbosa Tavares (AP), além do Pr. Domingos Piragibe (Equador) e do Pr. Milton Armijos, presidente da Convenção Equatoriana e da AD em Cuenca – Equador.
Na programação musical estão cantores e conjuntos locais e o Quarteto Gileade, vindo de Rio Verde – Goiás. Segundo o coordenador da Comissão Executiva do evento, Pr. Eriosvaldo de Farias, as expectativas são as melhores possíveis. “Durante o dia, no Templo Central, a programação de Escola Bíblica tem a finalidade de preparação dos nossos obreiros. E à noite, o Espaço de Eventos será aberto ao público em geral para cultos de louvor e adoração a Deus”, afirma o coordenador.
Eventos Paralelos
Última edição da EBOM na congregação Nova Jerusalém Os filhos dos pastores das igrejas filiais também terão uma programação voltada para eles. De segunda a quinta (23 a 26 de janeiro) será realizada a 5ª  edição da Escola Bíblica de Obreiros Mirins (EBOM) com tema “Fazei tudo para a glória de Deus”. Vale lembrar que as crianças participantes serão aquelas cujos pais estiverem inscritos na Convenção 2017. A programação se dará nos turnos manhã e noite, com abertura na congregação Manancial de Vida (Malvinas 2), onde o público infantil será recebido com brinquedos, pipoca e parquinho. Nos dias 24 e 25, os pequeninos terão uma programação especial na congregação Nova Jerusalém, no bairro da Liberdade. Por lá a criançada será dividida em classes para aprenderem a Palavra de Deus. O evento contará também com a participação da pregadora Jane Gomes, da Assembleia de Deus em Queimadas. A EBOM será encerrada no dia 26, na Granja Shekinah, onde as crianças poderão desfrutar de momentos de recreação.
Já o Espaço de Eventos, anexo ao Templo Central, será destinado aos jovens filhos de obreiros. A programação se dará no turno da manhã dos dias 23 a 26 com muito louvor e adoração.
Confira a programação completa:
 DOMINGO: 22/01 19h – Culto em ação de graças pelos 67 anos de inauguração do Templo Central
LouvorCoral Pr. Silvino Silvestre
Conjunto Cântico Pentecostal
Quarteto Gileade – GO
PregadorPr. Gilvan Rodrigues – PB
SEGUNDA-FEIRA: 23/019h – 14ª Escola Bíblica de Obreiros (Templo Central)
PalestrantesPr. Pres. Daniel Nunes da Silva (Devocional)
Pr. Milton Armijos – EQ (Tema: Glorificando a Deus no casamento)
Miss. Domingos Piragibe – EQ (Tema: Glorificando a Deus na Obra missionária)
Pr. Jairo Teixeira  – AL (Tema: Glorificando a Deus no exercício do Ministério )
18h30 –  Culto de louvor e adoração (Espaço de Eventos)
LouvorBanda Alpha
Quarteto Gileade – GO
Pregador
Pr. Eduardo Lopes – SP
TERÇA-FEIRA: 24/019h – 14ª Escola Bíblica de Obreiros (Templo Central)
PalestrantesPr. Jairo Texeira – AL (Tema: Glorificando a Deus no exercício do Ministério )
Pr. Eduardo Lopes – SP  (Glorificando a Deus)
Pr. Roberto José dos Santos – PE (Tema: Glorificando a Deus na própria vida )
18h30 – Culto de louvor e adoração (Espaço de Eventos)
Louvor
Banda Chamas Pentecostais
Quarteto Gileade – GO
Pregador
Pr. Erivaldo de Jesus – SP
QUARTA-FEIRA: 25/019h – 14ª Escola Bíblica de Obreiros (Templo Central)
PalestrantesPr. Lucifrancis Barbosa Tavares – AP (Tema: Glorificando a Deus na Família )
Pr. Ailton José Alves – PE (Tema: Glorificando a Deus no zelo da Igreja )
18h30 – Culto em ação de graças pelo aniversário do Pr. Pres. Daniel Nunes da Silva (Espaço de Eventos)
LouvorConjunto de Esposas de Obreiros
Banda Novo Alvorecer
Quarteto Gileade – GO
QUINTA-FEIRA: 26/019h – 48ª Assembleia Geral Ordinária (Templo Central)
DevocionalPr. Milton Armijos – EQ
Instalação e 1ª Seção da 48ª AGO
14h30 – 48ª Assembleia Geral Ordinária (Templo Central)
DevocionalPr. José Carlos de Lima – PB
2ª Seção da 48ª AGO
18h30 – Consagração de Obreiros (Espaço de Eventos)
LouvorQuarteto Gileade – GO
Cantores Locais

sábado, 31 de dezembro de 2016

DEUS, O VERDADEIRO SENTIDO DA VIDA


“Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos...” (At 17.28a).

Paulo, em seu discurso no Areópago de Atenas, diante dos filósofos estoicos e epicureus, expõem suas idolatrias, e concentra a sua mensagem sobre o Deus Desconhecido. Dizendo ele, que sobre esse Deus, que eles adoravam sem conhecer, é que ele faria seu discurso. E, nessa pregação inflamada pelo poder do Espírito Santo, o grande apóstolo dos gentios, faz declarações e porque não dizer revelações, que são demasiadamente importantes, porque ele adverte, não somente os seus ouvintes no momento, mas, a todos os homens, em todos os tempos e gerações, que, nós não existimos por nossa própria conta. Não somos concebidos apenas por vontade de nossos pais biológicos, mas, que foi Deus, o Criador de tudo, que de fato nos da a vida, “porque nele vivemos”, e, sustenta essa vida que Ele nos dá, “... e nele movemos, e existimos”. Nossa existência, sejam quantos anos for, depende de Deus.
Não há razão para pensar em viver separado de Deus. E não adianta alguém dizer que não depende que isso não vai mudar nada. Você depende e pronto. O escritor aos Hebreus disse que Ele sustenta todas as coisas pela Palavra do seu poder (He 1.3). Ele continua sustentando tudo. A terra está assentada em um eixo, chamado pela geografia de “eixo imaginário”. Imaginário, porque não existe. Na verdade o que existe é um poder tão grande de sua palavra, que não deixa que o caos de aproxime, e uma desordem tome conta do universo, porque o Criador, não somente o fez, mas também sustenta todas as coisas.
Eis a razão dessas palavras: Deus, o verdadeiro sentido da vida. Ele é a vida. Nele nos movemos, respiramos, existimos enfim. Sem Ele não há vida. Desde os grandes cedros, aos microscópicos vermes, tudo existe por Ele. Não há porque ninguém pensar em gloria para si. A gloria é totalmente dEle. Ano vai, ano vem. Homens sobem ao trono e outros descem do trono. Coroas perdem o brilho. Grandes atletas envelhecem e morrem. Atores e atrizes passam. Ídolos da música, do futebol, do cinema vão passando e deixam apenas a historia. Grandes construções envelhecem e se tornam ruinas. Mas Ele não envelhece; não passa; não termina seu reinado, mas permanece para sempre.
João disse que os anciãos ao receberem suas coroas, não se apossaram delas, mas, arremessaram-nas diante do trono dizendo: “Digno és, Senhor, de receber gloria, e honra, e poder, porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas” (Ap 4.11). Assim amados, deixemos de lado toda vangloria. Vamos entender de uma vez por todas, que o homem não é nada sem o folego de vida que Deus lhe dá. Que, se somos chamados para pregar a Palavra, alegremos por isso e vamos dizer como Paulo: “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação, e ai de mim se não anunciar o evangelho!” (1Co 9.16).
Cada dia entendo ainda mais, que Deus é tudo em mim, e que nada sou! Toda a honra e toda a gloria sejam dadas a Ele eternamente, amém.
Vosso em Cristo Jesus

Pr Daniel Nunes