Pages

quarta-feira, 7 de março de 2012

COMO ALCANÇAR A VERDADEIRA PROSPERIDADE



Texto Áureo

“E riquezas e glórias vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo” (1Cro 29.12).

Parafraseando a Verdade Prática de nossa lição, diria eu que a verdadeira prosperidade é aquela, que me faz um generoso abençoador da vida de meu próximo, e, participante ativo no crescimento do reino de Deus, isso em todos os aspectos: Espirituais, físicos, financeiros, logísticos, quantitativo como qualitativo. Prosperidade sem ação e um anomalia. É um monstro que apesar de crescer, ficar grande, porém espantoso. Devemos buscar êxito com propósitos definidos.

Você crê nas fórmulas mágicas de auto-ajuda? Hoje em dia, as pregações são muito mais formulas para se dar bem financeiramente, que o plano de Deus para o homem. O x da questão, é que, na medida em que cresce o famigerado evangelho da prosperidade, muitos pregadores que eram exemplos de vida com Deus, tornaram-se mestres segundo o curso desse mundo, ensinando apenas a ganharmos o céu na terra, e esquecendo que: “Nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Senhor, o Salvador Jesus Cristo”(Fl 3.20).

I.                    CONFIANDO NA SUFICIÊNCIA DE DEUS.

1.      Uma das frases, ou chavões dos teólogos da prosperidade é: “O melhor de Deus está por vir”. Analisando essa frase vi, o quanto esses homens perderão a sensibilidade bíblica, pois o MELHOR DE DEUS já veio, nasceu, cresceu, evangelizou, formou um grupo de apóstolos e discípulos, morreu na cruz, ressuscitou ao terceiro dia, ascendeu aos céus, e prometeu estar conosco todos os dias até a consumação dos séculos. Basta abraçarmos o melhor de Deus que é Cristo Jesus. Aquele que nos trouxe salvação, redenção, regeneração, libertação e vida eterna (Jo 3.16; 5.14), e, como disse Paulo aos Colossenses 2.3: “Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência”. Quem quiser ser sábio, e obter todos os tesouros da ciência de Deus, abrace o Melhor de Deus, que já veio a mais de dois mil anos. Àqueles que esperam em Cristo somente nesta vida, Paulo tem uma mensagem: “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens”.

2.      Confiando na fidelidade de Deus. “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades e, glória, por Cristo Jesus”. (Fl 4.19). Entendemos que nosso Deus quer dar a cada um de seus filhos, uma vida digna, e, para tal, Ele provê o necessário em todas as áreas de suas vidas, quer seja, física, material e espiritual. Jesus disse: “Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6.33). Essas coisas que Jesus disse, é o alimento, o vestuário, o calçado, etc. Como Ele disse no versículo 32 do mesmo capítulo: “... De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas”. Busque o reino de Deus e verás que estas outras coisas virão para ti e para tua descendência.

II.                  DEDICANDO-SE AO TRABALHO.



1.      A necessidade do trabalho. “Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, que ele é quem te dá força para adquirires poder; para confirmar o seu concerto, que jurou a teus pais; como se vê neste dia”(Dt 8.18). Ninguém recebe nada de braços cruzados. Não há passe de mágica, pois Deus se assim acontecesse, Deus estaria incentivando o ócio, a preguiça. Porém, o Senhor, desde antes da queda de Adão e Eva, já havia instituído o trabalho como meio de sobrevivência da raça humana. Deus não tira da conta de ninguém para colocar na tua. Logicamente que Ele pode usar alguém para te ajudar, pois ele toca nos corações nos momentos oportuno, porém, é necessário que haja esforço de nossa parte para Deus nos ajudar (Ef 4.28).

2.      Os benefícios do trabalho. Existe um provérbio secular que diz: “Mente desocupada é oficina do diabo”. Deus nunca incentivou o ócio. Davi quando esteve desocupado no palácio caiu em pecado. Se estivesse no campo de batalha, como das outras vezes não teria cometido adultério e posteriormente assassinato (2Sm 11). O trabalho, além de dignificar o homem, lhe condições para ajudar aos necessitados (At 20.35).

III.                USANDO O DINHEIRO CORRETAMENTE.

1.      Rejeitando o consumismo. Como você tem gastado seu dinheiro? Cada um deve saber como gastar da melhor maneira o fruto de seu trabalho, pois, quando caímos nas garras do consumismo, nos tornamos presas de uma sociedade que prioriza o TER muito mais que o SER. A vida de uma pessoa não consiste na abundancia que possui, porém, a sociedade, principalmente a hodierna, prioriza, e, trata a cada um, dependendo de suas posses. Cada um deve ter esse cuidado, para não estar preso pelas grades invisíveis do consumismo, que tem sido uma tragédia na vida de todos àqueles que se deixa levar por essa onda. Lembremos de Agur, e, peçamos ao Senhor que nos ajude para que tenhamos a porção necessária para sobrevivermos com dignidade (Pv 30. 7-9).

2.      Contribuindo para a Obra de Deus. Quando contribuímos com a evangelização, construção de templos e manutenção dos obreiros, etc. estaremos investindo da melhor maneira nossas finanças. Alguém pode até dizer que Deus não precisa de dinheiro, isso é uma grande verdade, porém a sua obra precisa. Pois, Deus faz o sobrenatural, e nós o natural.

3.      Contribuição voluntaria e regular. Nunca devemos contribuir com a obra de Deus pensando em barganhar com Ele, nem tão pouco por ter medo que Deus nos faça algum mal, más sim, por amor e desejo de ver a sua obra cresce a cada dia. Também não é bom que sejamos contribuintes turistas, isto é, aqueles que aparecem de vez em quando, mas sermos regulares com nossos dízimos e ofertas para a manutenção da casa de Deus. Tenho dito, que se cinqüenta por cento dos membros da igreja, entregassem seus dízimos e ofertas regularmente, não seria necessária nenhuma campanha extra para compras de prédios, construção de igrejas e outros gastos ordinários da Igreja. Portanto, contribuamos com voluntariedade e regularidade para o Senhor, e, faça isso com alegria (2Co 9.7).



CONCLUSÃO.

Fica aqui uma palavra aos nobres leitores de nosso blog, para que você possa entender que a verdadeira prosperidade, fundamenta-se antes de tudo, em confiarmos nas providencias de Deus, a começar  na providencia para nossa grande e eterna salvação e as demais coisas que nosso Pai Celestial sabe e providenciará para todos seus filhos que oram e confiam Nele. Um abraço a todos.

Pr Daniel Nunes – Vosso conservo em Jesus Cristo


3 comentários:

francinaldo pontes disse...

A paz do Senho Senhor Jesus amado.

Essa é uma iniciativa a ser copiada e para honra e gloria do Senhor Jesus com a chegado do Pastor Elias José em Cuité-pb eu tive a liberabilidade de criar um blog e estou divulgando esta iniciativa abençoada que é instrumento para o conhecimento da palavra de Deus. Amém!
fica na paz de Cristo Jesus meu pastor.

Stones Of Condenation disse...

Esqueçam as riquezas deste mundo. O microchip já está sendo instituido nos EUA e logo se alastrará pelo mundo. O fim dos tempos está muito próximo, se apeguem a verdadeira riqueza. Leiam apocalípse e saberão das coisas que em breve devem acontecer.

marco disse...

Muito bom pastor

Atenciosamente
http://www.pastorantoniojunior.com.br

Postar um comentário