Pages

sábado, 14 de novembro de 2015

RESTAURA-NOS, COMO AS TORRENTES NO NEGUEBE


Salmo 126. 4

O que é restaurar? Restaurar tem seu sentido etimológico no latim (restaurare). Como v.t.d. tem o sentido de voltar a possuir algo que foi perdido; recuperar. Possuir um novo inicio; começar mais uma vez; recomeçar. Transmitir forças (vigor) a alguém ou a si mesmo; reanimar-se.

Quem já não precisou de restauração alguma vez? Seja de restauração das forças físicas, psíquicas, emocionais, espirituais. Todos, em algum momento da vida precisamos de restauração.

O povo judeu foi levado cativo para a Babilônia por Nabucodonosor, lá por volta de 597 A.C. E por ordem de Ciro, que Deus o chama de meu servo, eles voltam no ano 538.
O Salmo 137 relata bem o desanimo que abateu sobre todos eles, quando estavam em terras estranhas. “As margens dos rios de Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião”. “Nos salgueiros que lá havia, pendurávamos as nossas harpas”.

O Profeta Jeremiais descreve o estado de Jerusalém, bem como o estado do templo quando os invasores entraram na cidade: “Como escureceu o ouro! Como se mudou o ouro refinado! Como estão espalhadas as pedras do santuário pelas esquinas de todas as ruas!” (Lm 4.1).

Tudo isto mostrava a necessidade de uma urgente restauração. Os muros tinham de ser erguidos, e o templo precisava ser reedificado. Como de fato aconteceu com a volta de Esdras Neemias, Zorobabel e o sumo sacerdote Josué.

 Ageu prenuncia: “A gloria dessa última casa, será maior do que a da primeira (Ag 2. 9). Isso fala de restauração. Uma casa outrora destruída, agora reconstruída, reedificada, refeita, com uma maior glória.

Restaura-nos como as correntes do Neguebe. Região seca, insólita, desértica, desprezada. Mas, quando as chuvas caíam nos montes próximos, os vales se enchiam de riachos e rios. Tudo era restaurado!

As águas desciam com muita força, arrastando tudo que tinha pela frente. As águas do Espírito, que descem do alto, vai arrastar tudo aquilo que está estorvando a tua vida.

Havia uma vocação oculta para jardim no desértico Neguebe. Há uma vocação poderosa em você para produzir frutos para Deus. É somente deixar que as águas poderosas do Espírito Santo regue sua vida (Jo 7.37-39).

O Neguebe não tinha vida em si mesmo.  Ele dependia das chuvas dos montes do Líbano. O crente não tem vida própria, ele depende totalmente de Jesus (Jo 15.4,5).

No Salmo 80, o Salmista pede três vezes que o Senhor restaure o seu povo. Nos versos 3, 7, 19. No verso 18 ele pede: “Vivifica-nos e invocaremos o teu nome”. Vivificar fala de pessoas que estão em estado de morte. Mas, Deus, que é poderoso, pode transformar um vale de ossos em um grande exército.

O Senhor quer restaurar a tua vida, os teus sonhos, os teus projetos, o teu amor por Cristo, a tua vida espiritual, os teus talentos e dons. Apresenta-te como o salmista e diga: “Restaura-nos como as torrentes de Neguebe”.



Pr Daniel Nunes da Silva

0 comentários:

Postar um comentário