Pages

domingo, 18 de setembro de 2016

EXPECTATIVA



EXPECTATIVA

Ė seca, é terra.
Poeira, deserto.
Angustia, tristeza;
Ė fome por perto


Olhar que procura,
Buscando o infinito.
Algurio, desejo.
Está tudo esquisito.


O astro rei treme
O homem teme.
O porvir incerto,
O gado geme.


Os espinhos sufocam,
A terra desnuda.
O sertanejo clama:
Pedindo ajuda.


Caatinga desocupada,
A casa caiu.
Não há plantação.
O homem fugiu.


Lamurias no peito.
Sem paz, inquieto.
Será que sou homem,
Ou sou objeto?


Pra traz o passado.
A reminiscência.
Tempos de orvalho,
Na consciência.


Abatido, debilitado,
Esquálido, lânguido.
Falta-lhe o sangue,
O ar está cândido.


A fé não lhe falta.
O olhar em festa.
Fruição da esperança,
A última que resta.


O estio é longo.
A angustia aperta.
Mugido sem pasto,
É fome que cerca.


SOMENTE DEUS PODE MUDAR ESSA SITUAÇÃO
Daniel Nunes

1 comentários:

Ev. Welliton Soares disse...

É verdade.Mas cremos que o Senhor pode fazer grandes coisas. Sl.115.3,por isso continuaremos a orar em nome de Jesus.

Postar um comentário