Pages

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

A ORIGEM DAS OLIMPÍADAS



Há no mundo grego um panteão de deuses, chamados de “olímpicos”. Estre os quais estão o deus Zeus e sua terceira mulher a deusa Hera. Porém há uma lista não pequena de outros que são adorados nas olimpíadas: Atena, Ártemis, Apolo, Hermes, Ares, Dionisio, Afrodite, Demeter, Hefaístos, Posêidon, Héstia, Prometeu, etc. Nota-se então que há deuses para todos os gostos.
São chamados jogos olímpicos ou olimpíadas, por ter tido seu inicio na cidade de Olímpia na Grécia Antiga. O objetivo era homenagear ao deus Zeus e sua mulher Hera. Os homens prestavam homenagem a Zeus, e as mulheres a deusa Hera. 
Desde os tempos mais remotos, os vencedores já recebiam as coroas de louro, ou de folhas de oliveira. Porque a coroa de louro? Conta-se que havia uma divindade muita bela nos bosques, que se transformou em uma planta de louro para fugir do deus Apolo. Então, encolerizado, Apolo fez uma coroa dos ramos de louro, e, colocou sobre sua cabeça para representa-lo. Desde então, os vencedores são coroados com folhas de louro.
Zeus, o deus mais adorado e que mais simboliza as olimpíadas, segundo a mitologia grega, era filho caçula dos Titãs Cronos e Réia. Zeus derrotou os Titãs, e tornou-se rei dos deuses. Era ele quem governava os deuses que viviam no monte olimpo, assegurando a justiça e presidindo a ordem social. Segundo reza a lenda, Zeus teve três esposas: Metis, Têmis e Hera, e muitos outros casos com deusas, ninfas e mulheres mortais.
Se fôssemos historiar tudo, a matéria se tornaria enfadonha, mas quero apenas falar da tocha olímpica, que chega na frente, como que trazendo vida para as competições. Tudo tem um significado idolátrico. Diz que o deus Prometeu era o protetor da humanidade. Quando Zeus e os homens encontraram-se para partilhar comida, Prometeu tramou para que Zeus levasse os ossos e deixassem a carne para os humanos. Zeus reagiu tirando o fogo da terra. Mas Prometeu foi até a forja de Hefaístos (filho de Zeus, o deus vulcânico) e roubou um pouco de fogo para os homens. Quando então se acende a tocha olímpica, se presta uma adoração a Prometeu, mesmo que se faça de forma inconsciente.
Sei que muitos crentes em Jesus Cristo de maneira inocente, sem saber as raízes dos jogos olímpicos, estarão assistindo e torcendo pelos competidores. Há até crentes competindo lá dentro. Mas, não podemos calar diante da verdade da Palavra: “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2). “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2.15).
Amados, tenhamos a certeza: por mais que os jogos olímpicos possam trazer dividendos financeiros para o país; por mais que torne a cidade do Rio de Janeiro e o Brasil conhecidos lá fora; Por mais que promova a integração social, eles veem carregados de idolatria, mitologia e coisas que desagradam ao único Deus verdadeiro. Disse o Senhor: “Vós sois as minhas testemunhas diz o Senhor, e o meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu Sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá”. “Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador”. “Eu anunciei, e eu salvei, e eu fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor Deus”. “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa escapar de minhas mãos: operando eu, quem impedirá?” (Is 43. 10-13).
Temos que decidir de que lado estamos. Ninguém pode servir a dois senhores. Ou servimos a Deus dos céus, ou servimos aos deuses do olimpo. Ou carregamos a tocha do Espírito Santo em nossos corações, ou a tocha de Prometeu. “... escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses do amorreus, em cuja terra habitais: porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24.15).
Faça a sua própria reflexão e tire suas conclusões sobre o assunto.


Pr Daniel Nunes

1 comentários:

Ev. Welliton Soares disse...

Amém Pastor, gostei muito desse estudo.

Postar um comentário