Pages

sábado, 28 de novembro de 2015

SER UM VERDADEIRO HOMEM DE DEUS NÃO É PARA QUALQUER UM



Mas tú, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, a caridade, a paciência, a mansidão” – 1Tm 6.11

Que nome lindo é esse de homem de Deus. Além de bonito, é realmente o nome mais importante que alguém pode receber aqui na terra. O nome mais bonito, mais lindo, não o de doutor, senador, presidente, empresário, não, o maior e melhor nome é o de homem de Deus.
Muitos tentam, mas não consegue. Outros fingem que são, mas não são. Porque ser homem de Deus, não é apenas na aparência, mas no espírito encoberto: “Tendo a aparência de piedade, mas negando a eficácia dela” – 2Tm 3.5.
Ser homem de Deus, não é para aquele que o povo diz que é, mas aquele que de fato, no seu amago, no seu interior sabe que é. O povo se engana muito. Engana-se com a aparência, com o discurso, com as belas pregações, com a filosofia, com as belas retóricas.
Ser homem de Deus, não é ser querido por todo mundo. Muitos homens de Deus foram os mais rejeitados, vilipendiados, exatamente por suas mensagens. Pois os verdadeiros homens de Deus, não de afinam com pecados alheios. Não passa a mão por cima de pecados de ninguém, por isso mesmo são massacrados.
Se o homem de Deus, o profeta Jeremias, profetizasse paz, como os demais profetas, ele seria carregado nos braços, mas ele falou o que Deus estava mandando falar, por isso mesmo foi lançado no calabouço. Porém, melhor estar no calabouço, falando o que Deus manda, que estar no palácio falando o que o povo quer ouvir. O que Deus quer falar cura o povo. Diferentemente do que o povo quer ouvir, que somente traz perdição e ruina. Escutemos o que Paulo nos diz: “Conjuro-te pois diante de Deus, e do nosso Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, que pregues a Palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” – 2Tm 4.1-4.
Temos hoje, muitos pregadores de fábulas. Muitos que se dizem homens de Deus, mas apenas sabem entreter o povo com fábulas e palavras vãs. Palavras que enchem e massageia os seus egos. Muitos falsos profetas, dizendo para homens e mulheres, carregados de pecados e inveja no coração: “tu és homem, tu és mulher de Deus”. Profetinhas de plantão, ambiciosos, anelantes por ganharem nome, fama e dinheiro fácil, de um povo que não que ouvir a verdadeira Palavra de Deus, porque, a verdadeira Palavra confronta, exorta, puxa o ser humano para o lugar certo, e essa geração, está como Ló, o sobrinho de Abraão quando era tirado para fora de Sodoma, e gritava para o anjo: “Assim não Senhor”. Não querem ser tirados para fora do pecado! Fartam-se com o manjar do rei e com seus finos licores. Uma geração inchada, enferma, como disse Paulo: “Por causa disso, há entre vós, muitos fracos e doentes e muitos que dormem” – 1Co 11.30.
Ser homem de Deus não é para qualquer um. Em todo tempo, desde que Deus fez o mundo, há àqueles que tentam ser homens de Deus, pensam que são homens de Deus e os que verdadeiramente são homem de Deus.
O verdadeiro homem de Deus é diferenciado em sua postura. Da mesma forma que Deus tem ojeriza ao pecado, o homem de Deus também. Da mesma forma que Deus é Santo, o homem de Deus persegue a santidade como uma joia de raro valor. Finalmente o homem de Deus, ama o mundo como Deus amou o mundo, no anseio de ver almas salvas e libertas pelo sangue de Deus, mas não se conforma com o mundo, nem se apega a esse mundo, nem valoriza as coisas desse mundo, como se fossem coisas eternas.
O verdadeiro homem de Deus trata o pecado e os pecadores, como Deus trata. Disse Jesus ao homem após ter sido curado: “... não peques mais, para que te não suceda alguma coisa pior” – Jo 5. 14. Há muitos, que para ganharem amigos, passarem por bons estão recebendo o pecador e dizendo: “Fica como estás, Deus te aceita assim mesmo. Ele te entende!, Ele te ama tanto que não vai te levar para o inferno, pode continuar no pecado, na prostituição, na traição”. É um faz de conta que serve a Deus, e um faz de conta que é salvo que não tem limites.
 O verdadeiro homem de Deus, sempre vai confrontar o pecado. Jamais vai aceitar que o pecado permaneça no arraial dos santos. Ele vai sempre lutar para que o povo de Deus seja santo e separado para o uso exclusivo de Deus.

É amado: ser homem de Deus não é para qualquer um, mas você pode e deve querer ser homem de Deus. Ore ao Senhor de todo o teu coração. Diga a Ele que você quer ser um verdadeiro homem de Deus. Se precisar mudar de atitudes, mude. Se precisar tirar alguma coisa de sobre si, tire. Se precisar, pagar um preço mais alto na oração, pague. Se precisar abrir mão de alguma coisa, abra. Se precisar descer um pouquinho da sua soberba, do seu orgulho, desça. Enfim, aquilo que precisar fazer par ser um verdadeiro homem de Deus, faça, porque o melhor nome, o nome mais importante que podemos receber nessa terra, e o de ser UM VERDADEIRO HOMEM DE DEUS, UM SERVO DO SENHOR.

1 comentários:

Pr. Jonas Freitas disse...

Amém, Excelente mensagem!

Postar um comentário